terça-feira, 4 de novembro de 2008

Esgoto será fonte para produção de biodiesel


A Companhia de Águas e Esgoto do Rio de Janeiro (CEDAE) pretende começar a produção de biodiesel a partir de esgoto, em 2009. A fase piloto do projeto deve ter cerca de US$ 3 milhões para a produção de até 20 mil litros do combustível por mês. O presidente da Cedae, Wagner Victer, informou que, no futuro, para produção em escala comercial será necessário atrair parcerias.


Victer disse ainda que este tipo de biodiesel não compete com a produção de alimentos. Uma das principais críticas ao projeto de biodiesel tem sido a produção a partir de oleagionosas. Ele explicou também que uma vantagem competitiva do biodiesel produzido a partir do esgoto é a proximidade com o mercado consumidor


A usina-piloto será instalada na unidade de tratamento de esgoto Fazenda Alegria, no Caju, Zona Portuária do Rio, e a tecnologia empregada será importada da Alemanha.


A Cedae analisa também a possibilidade de produção de adubo orgânico a partir dos resíduos de tratamento de esgotos no Rio, atualmente despejados em aterros sanitários. A empresa deve enviar especialistas à França, país que detém esse tipo de tecnologia, para analisar as possibilidades de empregar a técnica.


O potencial brasileiro para produção de biodiesel a partir do esgoto chegaria a 1,5 milhão de litros por ano, se 100% do esgoto do país fosse tratado, segundo Victer. No Brasil, a maior parte da produção de biodiesel usa como matéria prima óleo de soja, com algumas outras oleaginosas, como a mamona.



www.sidneyrezende.com

Um comentário:

  1. CARLOS ALBERTO SARAIVA5 de novembro de 2008 16:43

    JOÃO PAULO,
    Naveguei no seu blog e as matérias postadas estão excelentes. Parabéns.
    Mantenha contato.
    Saraiva

    ResponderExcluir